29.12.09

ANA QUESTIONA CPFL SOBRE REPETIDAS QUEDAS DE ENERGIA

Reclamações são constantes e parlamentar cobra Companhia responsável pelo fornecimento de energia a tomar iniciativas para sanar o problema


A vereadora Ana Genezini (PTB) protocolou no último dia 21, ofício junto à CPFL Piratininga, Agência de Atendimento Vinhedo, questionando a ocorrência constante de problemas decorrentes da falta de energia em diversos bairros do município e a demora na reestabilização do serviço de fornecimento de energia.

A parlamentar, através de contato com moradores dos bairros Jardim Bela Vista, Vila Planalto, Bairro Cachoeira e região central constatou que estes são os locais mais afetados. Segundo relatos, são constantes as quedas de energia nas localidades, principalmente quando chove. A maior dificuldade é o longo tempo de espera para que o fornecimento da energia seja restabelecido, causando transtornos e prejuízos aos consumidores. Além disso, é muito comum quando há interrupções, o serviço de atendimento ao consumidor estar constantemente ocupado

Ana Genezini solicitou à CPFL que preste maiores esclarecimentos quanto aos fatos apresentados e os motivos que causam as constantes quedas, além das medidas que estão sendo adotadas buscando solucionar com urgência a questão “Muitas pessoas estão tendo prejuízos, inclusive, com danos em eletrodomésticos. Esperamos que a CPFL tome medidas para resolver este problema”, finalizou.

17.12.09

LEI QUE REGULAMENTA O TRABALHO VOLUNTÁRIO É INDICAÇÃO DE ANA GENEZINI

Medidas são criadas com o intuito de estimular o voluntariado criando um banco de dados

O projeto de lei, encaminhado pelo Executivo que dispõe o trabalho voluntário no município de Vinhedo foi aprovado na última sessão do legislativo, 15. A vereadora Ana Genezini (PTB), encaminhou a idéia através de indicação, que foi acatada pela Administração Municipal, visando o fomento e estímulo à promoção das ações cívicas, culturais, educacionais, científicas, recreativas ou de assistência social, no Município de Vinhedo através do serviço voluntário.
O objetivo principal da lei é criar um mecanismo de incremento a atividade voluntária, vez que se apresenta como um espaço alternativo não só de inserção social, mas também como um compromisso com a cidadania. A lei prevê que as ações de voluntariado a serem incentivadas devem preferencialmente estar integradas às políticas públicas, aos projetos desenvolvidos pelo Município e às práticas firmadas para o desenvolvimento das ações municipais.
A lei também propõe diversos estímulos ao voluntariado através do desenvolvimento de programas, como cursos para capacitação, realização de campanhas, palestras e a criação de um banco de dados onde serão mantidas as informações dos interessados em uma oportunidade para participar dos trabalhos. As entidades públicas, beneficentes ou não, e instituições privadas sem fins lucrativos que necessitarem de serviços voluntários deverão cadastrar-se se no órgão da Administração Municipal Direta e Indireta em que o serviço voluntário será prestado para encaminhamento dos voluntários.
Ana Genezini acredita que estas medidas irão estimular em Vinhedo não só o trabalho voluntário, mas todas as atitudes cidadãs de solidariedade e respeito ao próximo. “Os voluntários vêm dando exemplo maior de solidariedade, doando seu tempo, seu conhecimento e capacidade de amar e servir ao próximo”, concluiu.